A areia, o vento, o mar…

Publicado 26 de novembro de 2010 por nesselugar

“Uma distância enorme abriu-se em meu peito

Nascida no espaço entre o teu e o meu querer

Onde se abrigou uma ausência medida

Uma lembrança da velha sina de sofrer…

A areia, o vento, o mar…

Aqui é distante teu caminhar

E passa ao relento das horas

A vontade sem conta de te abrigar

Na areia, no vento, no mar…

Que fazer?

Uma distância abriu-se me léguas medidas

Distância de se cansar

Sem solução, sem saída…

O som do tempo aqui é teu lembrar

O som do tempo é o tempo a se arrastar

Vontade de lágrima caída…

A areia traga segredos

P vento me leva daqui

E o mar, nos meus pés,

É grande e só

Como te amar…”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: